Como declarar a compra de um imóvel no IR 2014

27 fev, 2014 34 Comentários por




    

Olá pessoal, tudo bem com vocês?

A ImovelVIP fez um post para você que comprou um imóvel no ano passado. A Receita Federal já disponibilizou o programa e os aplicativos para tablets e smartphones para o preenchimento do Imposto de Renda. A declaração do IR 2014 começa a ser enviada, pelos contribuintes, a partir do dia 06 de março e o prazo final para envio vai até o dia 30 de abril deste ano. A multa mínima por atraso é de R$ 165,74.

A Receita Federal informou que as pessoas físicas que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 25.661,70 em 2013 são obrigados a realizar a declaração do IR 2014.

Informações para quem comprou um imóvel no ano passado:

Se você comprou um imóvel no ano passado, os valores e informações sobre o imóvel devem ser inseridos na ficha de “Bens e Direitos” do IR 2014. Caso tenha pagado comissão a corretores, é necessário informar o valor da corretagem para a Receita poder cruzar com os dados declarados no IR do corretor.

Para quem comprou um imóvel usado, deverá declarar se o pagamento foi realizado à vista ou se foi financiado.

  • Para os imóveis com pagamento à vista, é necessário lançar apenas as informações do vendedor como o CPF ou CNPJ, todos os valores pagos e qual foi a forma de pagamento, a data e local da compra.

  • Mas se o imóvel foi comprado com financiamento, além das informações do vendedor, é preciso também identificar a instituição responsável através do CNPJ, qual foi o prazo do financiamento e se teve pagamento de entrada, bem como todas as informações do imóvel.

Se você comprou um imóvel na planta, é necessário declarar o quanto pagou à imobiliária e à construtora, sempre identificando o CNPJ de cada uma. Caso as parcelas pagas à construtora tenham sido encerradas em 2013 e o restante tenha se tornado um financiamento bancário, o contribuinte continuará declarando todos os valores pagos. Este raciocínio é aplicado também para os anos seguintes.

Toda informação declarada precisa ter documentos como, por exemplo, o comprovante de pagamento da comissão do corretor que podem ser declarados e somados ao custo da compra do imóvel.  Outros valores usados para comprar o imóvel como o FGTS, o pagamento de impostos e taxas, a entrada e os valores das prestações do financiamento também podem ser somados e lançados na declaração do IR 2014.

Viu como não dá para demorar para começar a preencher sua declaração? Baixe agora o programa do IR 2014.

Lembrando que se você entregar com antecedência, você receberá sua restituição antes. Então não demore muito para começar a se organizar e preencher. Quanto antes você terminar, melhor. Ainda mais se você cometer algum erro, terá mais tempo para resolver e evitar que você tenha que fazer uma nova declaração retificadora depois do prazo de entrega.

Se você está pensando em comprar um imóvel ou procurando uma imobiliária no Rio de Janeiro, visite o imovelvip.com.br

Nós temos o que você procura!


Dicas, Fique por dentro, Imóveis, Mercado Imobiliário

Sobre o autor

Larissa van Boekel Publicitária responsável pelas Gestão de conteúdo das Mídias Sociais dos portais ImovelVIP.com.br e CorretorVIP.com.br.

34 comentários para “Como declarar a compra de um imóvel no IR 2014”

  1. Anderson says:

    Gostei do post. Bem prático e ainda me ajuda a lembrar de declarar o IR. rsrs

  2. sato says:

    Curto e grosso. Muito esclarecedor! Obrigado.

  3. Márcia says:

    Olá. No meu caso a taxa de corretagem foi distribuída entre vários profissionais da imobiliária (tenho os recibos individuais). Devo declarar individualmente ou de forma única pelo cnpj da imobiliária?

    • Larissa van Boekel says:

      Olá Márcia!

      Como informamos o comprovante de pagamento da comissão do corretor pode ser declarado e somados ao custo da compra do imóvel. Neste caso, você deverá declarar informando individualmente os valores e CPF's de cada um dos corretores envolvidos e caso também tenha algum custo pago à imobiliária este também deverá ser declarado, juntamente com todos os custos que teve com a compra do imóvel. Espero ter ajudado. Abraços!

  4. Alan says:

    Realmente, muito bom o post, parabéns!!
    Gostaria de tirar mais algumas dúvidas. Gostaria de saber como faz para declarar um apartamento comprado por duas pessoas na planta em 2013. No caso, demos uma entrada em janeiro/2013 e estamos pagando as parcelas para a construtora até o apartamento estar pronto, quando será financiado o restante.
    1- Tens algum template de como descriminar uma situação desta no IRPF? Na discriminação é para informar o valor total do imóvel, bem como as parcelas pagas para a construtora do ano 2013?
    2- Como ficará os valores em "Situação em 31/12/2013"? (Cada pessoa deve somar o valor da entrada + as parcelas que cada um pagou?)?
    Muito obrigado!

    • Larissa van Boekel says:

      Olá Alan! Obrigada! Ficamos felizes em poder ajudar!

      Para quem realizou a compra em conjunto com outra pessoa, é preciso informar na declaração o percentual a que tem direito. Deve-se informar na ficha de “Bens e Direitos” que o imóvel foi adquirido em sociedade e o percentual da propriedade do declarante. Caso os compradores façam declaração em conjunto, somente o titular deve informar o bem. A exceção ocorre se os casais fazem a declaração em separado. Então apenas um dos cônjuges deve informar a posse do bem.

      Valor do imóvel: Se o imóvel for financiado, o contribuinte deve informar também no campo “Situação em 31/12/2013” da ficha de “Bens e Direitos” somente o valor da entrada e as parcelas pagas até o último dia do ano. O valor total do imóvel é composto pela soma dos pagamentos ano após ano.

      Fonte das informações: http://www.contabeis.com.br/noticias/15809/saiba-como-declarar-imoveis-no-imposto-de-renda/

      Espero ter ajudado! Abraços!

  5. Camila says:

    Olá Larissa,

    Aproveitando a duvida da Marcia, os valores de corretagem também devem ser inseridos na ficha de "Bens e Direitos" ?

    Parabéns pelas informação!!

    Abraços

    • Larissa van Boekel says:

      Olá Camila! Sim. O pagamento da comissão do corretor pode ser declarado e somado ao custo da compra do imóvel. Informe a compra do imóvel na ficha “Bens e Direitos”, indicando o nome e CPF do vendedor e as condições de aquisição. No campo “Situação em 31.12.2013” informe o valor efetivamente pago até 31 de dezembro. Obrigada pelo comentário! Abraços.

  6. Marcelo Vieira says:

    Fiz um financiamento de um imóvel em 201 com entrada e parcelado em 300 vezes mas ainda não declarei. Como faço para regularizar esta situação?
    Desde já agradeço!

  7. Jaqueline says:

    Boa Tarde Larissa, ótimas dicas no post. Porém, ainda tenho dúvidas, será que pode me ajudar?
    1. Vendi o meu imóvel e quitei o financiamento, devo declarar a venda em situação em 31.12.2013?
    2.Comprei um imóvel na planta, porém, está pendente de documentação fizemos somente um contrato até sair tudo em maio/2014, posso declarar esta compra somente com o contrato? Se sim, declaro isso em Bens e Direitos? Como faço.
    Obrigada!

    • Larissa van Boekel says:

      Olá Jaqueline! No caso de quem vendeu o imóvel, há uma série de outras variáveis que não mencionamos no post, pois a negociação pode ser ou não passível de isenção do imposto. Em relação ao imóvel comprado na planta você pode declarar sim em Bens e Direitos e seguir nossas dicas. Obrigada pelo comentário, espero ter ajudado. Abraços.

  8. Marcelo says:

    Eu e minha esposa sempre declaramos em separado. As contas bancarias sempres estavam em declaracoes separadas. Em 2013
    compramos um apartamento, porem utilizamos dinheiro que 'estavam nas 2 declaracoes'. Posso informar esse novo imovel na minha declaracao (mesmo que na declaracao do ano passado eu nao tinha o dinheiro todo ). Nao sei se ficou claro.....

    • Larissa van Boekel says:

      Olá Marcelo, no caso de casais que declaram em separado, imóveis que são considerados bens comuns podem tanto ser declarados por ambos – 50% para cada um – quanto constar integralmente na declaração de apenas um dos dois, ainda que esteja apenas no nome do outro. Espero ter ajudado. Abraços, Larissa.

  9. Ricardo Santos says:

    Boa tarde,
    Como eu devo proceder ? Pois realizei a compra de um terreno de uma pessoa 2° que essa tinha comprado de outra 3º, mas a 2° e 3º pessoa não tinham realizado a transferência de documentos. Fiz o pagto a vista para a 2° pessoa, mas a transferência de documentação para o meu nome foi realizado da 3° pessoa que fez uma procuração para o nome de minha mãe passar a documentação para o meu nome.

  10. Raphael says:

    Larissa, parabéns pelas informações. Posso tirar três dúvidas?
    1 - Você respondeu acima que valores pagos a corretores e imobiliária se somam ao custo do imóvel e que deve-se listar todos. Mas como se faz: declaro toda a soma paga em 2013 no campo "situação em 31/12/2013" e no campo discriminação é que faço o detalhamento de quanto foi para cada corretor, imobiliária, taxa de contrato, construtora etc? Ou para cada item desse, faz-se um lançamento?
    2 - Eu e minha esposa fazemos declarações separadas, o titular da aquisição sou eu. Ela precisa informar, na declaração, que o cônjuge adquiriu um imóvel na planta? Em que local, e com qual valor?
    3 - Deve-se por na descrição do bem o valor total da negociação? E quando o imóvel for entregue, o banco financiador vai como mais uma informação na descrição desse lançamento?

    Desculpe-me abusar por tantas perguntas, e muito obrigado!

  11. Célia says:

    Boa tarde, Larissa
    Um casal se separou e cada um ficou com 50% do imóvel residencial. No ano de 2013 o imóvel foi negociado com uma construtora que vai demolir o imóvel pra construir um prédio, sendo que cada um vai receber um apto em troca do imóvel, o contrato foi assinado em 2013 mas o novo imóvel tem prazo pra ser entregue em 3 anos, como informo isso na declaração já que existe apenas o contrato e não tem escritura ainda?

  12. Eduardo says:

    Não há espaço suficiente para descrever todos os detalhes: descrição do imovel, vendedor, compradores (50-50%), corretores (são 7 corretores). Alguma dica?

  13. Aline Pereira says:

    Muito bom seu post! Mas surgiram dúvidas:
    1 - Estou pagando imóvel na planta. Fechei contrato em 2012 e na declaração referente a este ano de 2012 não declarei custos de corretagem. Tenho que retificar ou é opcional? Acabei somando para valor do imóvel apenas o que paguei à construtora por boleto e o que recebi do FGTS.
    2 - Também não declarei o subsídio que a Caixa me deu por ser Minha Casa Minha Vida. Posso colocar no desse ano de 2013?
    3 - A ano de 2013 foi todo pagando mais boletos para a construtora e pagando juros de financiamento da caixa, pois as parcelas do financiamento em si só vão começar este ano de 2014, com a entrega do imóvel. Somo no Bens e Direitos apenas o valor que paguei para a construtora ou tenho que declarar também alguma coisa relacionada à Caixa, como por exemplo os valores que eles repassam periodicamente à construtora e/ou juros de financiamento?
    Desde já, obrigada!!!

  14. RODRIGO OLIVEIRA says:

    Boa Tarde Larissa, ótimas dicas no post. Porém, ainda tenho dúvidas, será que pode me ajudar?

    Comprei um apartamento em 2009 e em 2010 quitei, seu valor na declaração era de 215.000,00.

    Em julho de 2012 comprei um ágio de outro apartamento que ficou pronto em janeiro de 2013,até janeiro de 2013 paguei a construtora R$ 165.780,00 e financiei na Caixa Econômica o valor de R$ 139.561,72 e gastei R$ 6700,00 de taxas cartoriais, em abril de 2013 vendi os dois apartamentos. O primeiro a venda foi de 390.000,00 e o segundo a venda foi 325.000,00. Em maio de 2013 utilizei a venda dos 2 apartamentos para comprar um no valor de R$ 690.000,00 com os seguintes rendimentos: R$ 390.000,00 (apto1) + 180.000,00 (ágio apto2) + 120.000,00 (economias).

    OBS: Na declaração IR 2013 declarei o ágio que tinha comprado.

    Gostaria de saber como vou fazer a minha declaração de IR?

    Teria que pagar lucro sobre venda?

  15. janaina says:

    Como declarar um terreno financiado que comprei junto com minha cunhada?
    Detalhe, estamos pagando meio a meio, o financiamento é de 8 anos e está em meu nome e do meu esposo?
    Pago há um ano.
    Valor na aquisição era de 51.000,00, sem o juros do financiamento.

    • Larissa van Boekel says:

      Olá Janaina, se ambos os cônjuges estiverem obrigados a apresentar a declaração, a totalidade dos bens e direitos comuns deve ser informada na declaração de um dos cônjuges. O outro deve informar esse fato em sua própria declaração, utilizando o código 99 "Outros bens e direitos" na ficha de Bens e Direitos, e informando o nome e o número de inscrição no CPF daquele que declara os bens comuns. Espero ter ajudado. Obrigada pelo comentário! Abraços, Larissa.

  16. Agnes says:

    Boa tarde,
    Comprei um apto na planta em 08/2013,assinei o financiamento com o Banco em 10/2013.Utilizei como entrada recursos próprios e também meu FGTS. No momento pago todo mês apenas as taxas de evolução de obra, ainda não pago o financiamento. Como devo declarar esse bem? Como apartamento, construção, terreno ou outros bens? Qual código utilizo?
    Muito obrigada e parabéns pelo post.
    Abraços.

  17. Thales Gomes says:

    Olá Larissa! Obrigado pelo post!

    Comprei um apartamento na planta em 2013 e ainda estou pagando as parcelas para a construtora, só devo fazer o financiamento na entrega, por volta de 2016.
    Até lá, além de declarar os valores pagos à construtora na área de Bens e Direitos eu também devo declarar algo na área de Dívidas e Ônus Reais durante este período, ou somente quando eu terminar o pagamento da construtora e fizer o financiamento do saldo residual?
    Abraços!!

  18. Marcos Paulo says:

    Boa tarde Larissa! Muito boas as dicas. Parabéns!!
    Deixa eu tirar uma dúvida com você por favor..
    - Comprei um imóvel na planta e tenho o recibo da comissão da imobiliária. Nesse caso eu lanço o valor da comissão junto com os pagamentos feitos à construtora ou de maneira separada? E esse lançamento é feito somente na ficha de bens e direitos?
    Obrigado. Abraço

  19. Priscilla says:

    Larissa, agradeço as informações passadas, seu post foi muito útil, com ele verifiquei que no ano passado fiz minha declaração errada.
    Em 2012 adquiri um apto na planta com meu noivo, declaramos em Bens e Direitos o valor total do apartamento (sendo 50% na minha declaração e 50% na declaração dele), ao invés de declarar somente o valor pago e em somente uma declaração.
    Como fazemos para corrigir este problema?
    Temos que excluir o apartamento de uma das declarações e informar somente o valor pago por ele, é isso? e na declaração deste ano colocamos o valor pago em 2012 mais o valor pago em 2013?
    Obrigada!

  20. Reinaldo says:

    Boa tarde Larissa.
    Muito esclarecedora e sua até matéria.
    Acho q o meu caso é mais complicado.
    Adquiri um imóvel na planta em 2008 e como sempre declarava como isento, acabei não declarando a compra deste imóvel em conjunto com a minha esposa.
    A compra e o financiamento deste imóvel esta no nome da minha esposa, eu estou como minoritário nesta compra, pois os rendimentos dela são maiores que os meus.
    Gostaria de saber como proceder mediante isso.
    Aguardo um retorno e desde já agradeço muito a sua atenção.
    Um abraço

  21. Eduardo Pinto says:

    Boa tarde

    Quitei meu apartamento no final de 2014, tenho que declarar esse imóvel nesse ano? qual o valor que coloco, valor que está em contrato que paguei, o contrato ainda não foi registrado em cartório.

    • Roberta Cecília Domingues says:

      Olá Eduardo Pinto,

      Sim, você irá declarar o seu imóvel no IR 2015 informando os valores e informações sobre o imóvel que devem ser inseridos na ficha de “Bens e Direitos”. Esse ano a data para declarar o IR será a partir de março/2015.

      Agradecemos o contato!

      Atenciosamente,
      Roberta Cecília

Deixe seu comentário

Insira as letras contidas na imagem.

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada